Tão Perto e Tão Longe

Você já se perguntou o quão perto você está de quem realmente se importa com você? Talvez a distancia entre a alegria proporcionada por simples momentos como almoçar junto à família na mesa ou conversar com seus amigos sem interrupções seja a presença de um útil, mas em certos momentos inútil celular.

Olhe para uma parada de ônibus, uma fila de banco e veja a mesma cena, certamente quando você ver várias pessoas voltadas para seus celulares, você irá lembrar e refletir sobre esse texto. Até mesmo lugares ao qual um tempo atrás seria impensável observar alguém “mergulhado” na tela de um smartphone, hoje infelizmente para alguns tornou-se algo comum, como nas salas de aulas, reuniões, na mesa de jantar, rodas de conversa, no ambiente de trabalho e até mesmo na Casa de Deus.

Foto: melhorplano.net
Foto: melhorplano.net/Reprodução

Mas como culpar-nos por isso? São tantos aplicativos, redes sociais incríveis aos quais “eu preciso” atualizar, fotos que eu “não posso deixar” de postar, as músicas que “eu necessito” ouvir, “eu tenho” que olhar meu celular mesmo que não tenha chegado nenhuma notificação ou mensagem, enfim, por vezes acabamos utilizando o argumento de que usamos o celular em lugares digamos inadequados, por conta do trabalho, da escola, da faculdade dentre outros, mas esquecemo-nos de que a Palavra do Senhor nos adverte em Eclesiastes 3:1: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. O versículo vem abrir nossos olhos e mostrar-nos que tudo tem seu tempo, há tempo para está na sala de aula, estudando, para está com nossos amigos interagindo pessoalmente, com a família, sendo família, está no mundo real em equilíbrio com o mundo virtual, porque tudo tem seu tempo.

O apóstolo Paulo em sua carta aos Efésios no capítulo 5 versículo 15 e 16 deixa bem claro que o dever do cristão é observar sempre com prudência como estamos andando, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo, porquanto os dias são maus. Meu caro leitor, eu não estou querendo dizer que sou contra o uso em si dos smartphones, porém, é necessário que saibamos que podemos remir nosso tempo para usar estes aparelhos, que sim, são de grande utilidade para o dia a dia, mas que ao mesmo tempo pode ser um grande problema caso represente a distância entre os bons momentos da vida e as pessoas as quais você ama.

O problema chega a ser tão sério que é nítido perceber em algumas pessoas, a clara tentativa de se isolar do mundo real em momentos onde ela poderia interagir com os outros, sorrir, conversar, fazer novas amizades simplesmente viver o momento que precisa ser vivido. Parece até que quem ou o que está ao seu redor não existe, não importa, não interessa, apenas o smartphone detém a capacidade de prender a atenção, de fazer rir, de literalmente trazer alegria. Outro aspecto preocupante refere-se às crianças que atualmente estão sendo inseridas cada vez mais cedo nesse mundo virtual, que por sua vez pode ofuscar a infância dos mesmos, os privando-as de momentos únicos na vida.

Tão perto e tão longe 2
Foto: Bogdan Ioan Stanciu/ Reprodução Flickr

É necessário que eu e você tenhamos o pleno conhecimento do que é limite e equilíbrio, para todas as áreas de nossas vidas, seja você cristão ou não. O celular não pode dominar suas ações, seu tempo, seus momentos, sua vida social, sua vida com Deus, mas, o contrário, deve-se ter domínio próprio sobre toda e qualquer atividade que façamos durante o dia, ou seja, a hora e o momento de parar. Lembre-se, somos libertos pelo Sangue de Jesus Cristo, ou seja nada pode dominar nossa mente e nem o coração senão a presença do Espírito Santo. Experimente deixar o celular um pouco de lado e valorizar a simplicidade da vida, os bons momentos que Deus nos reserva durante o dia. Não seja a pessoa que está aqui, mas, não está, que está na mesa de jantar, porém é invisível, que está na sala de aula, mas simplesmente vagueia pelas redes sociais, que está tão perto mas ao mesmo tempo tão longe.

Veja o vídeo abaixo e reflita:

Thiago Silva

Thiago Silva

Amante do Evangelho Salvador de Jesus e apreciador da maravilha chamada vida, em sua simplicidade e complexidade. Apaixonado pela empolgante vida no campo e por toda partícula criada pelo Senhor em toda sua grandeza e poder. Todos os dias olhando para os céus, crendo em Deus e pensando com a liberdade nos dada por Cristo.
Thiago Silva

Últimos posts por Thiago Silva (exibir todos)