Cuide de quem te quer bem

Primeiramente quero desejar um Feliz dia dos Namorados a todos os casais apaixonados que lerão este texto!

Desejo que o Senhor Jesus cubra a cada um com sabedoria para caminhar de acordo com a vontade dele, e que ele os faça crescer sempre à luz da Palavra !

O texto de hoje irá abordar na relação de namorados, não quero focar nos casais que já estão casados e já passaram pela experiência do namoro. Hoje quero falar para todos os jovens que estão noivos, namorando e os que pretendem algo neste sentido.

De certo, a palavra NAMORO nunca foi encontrada na bíblia. Sendo assim, torna-se difícil encontrar uma definição para ela, mas aos olhos da bíblia podemos encontrar algumas palavras chaves que nos mostram que quando um relacionamento é certo, devemos sim pensar na palavra Casamento.

Um exemplo disso está escrito em 1Corintios 7:8-9 em que Paulo aconselha que permaneçamos solteiros, mas como ele sabe que não somos de ferro, é melhor casar. Tenho duvidas sobre duas vertentes a cerca dessa palavra: ou Paulo estava aconselhando casais de “namorados” na época que estavam apaixonados, ou ele aconselhava a pessoas que estavam vivendo uma vida sem compromisso com o Evangelho que Paulo pregava. Partindo do princípio da interpretação 01, e aproveitando o ensejo do Dia dos Namorados, adotarei a primeira vertente para poder explicar sobre o texto de hoje.

Embora a Bíblia não relate de maneira explicita a palavra namoro, pressupondo que Paulo com toda sua sabedoria tenha nos mostrado isso na carta de 1Corintios 7 quando trata sobre casamento, imagino o apóstolo afirmando de um forma contextualizada aos jovens apaixonados: “Pessoal, essa fase ai é muito legal, mas cuidado, se for pra ficar nesse agarra, agarra, é melhor que vocês casem logo!”.

É normal sentir essas vontades, se você não sente, eu aconselho que você veja se realmente está sentindo algo pela pessoa que está do seu lado, pois creio eu que três coisas são fundamentais para o namoro: você tem que saber se a pessoa é temente a Deus, a segunda é se ela gosta mesmo de você e está disposta a caminhar contigo pelo resto da vida, e por último, você tem que se sentir de fato atraído pela pessoa amada.

O namoro não pode ser vivido como um casamento, pois o casamento é uma união, uma intimidade que o namoro ainda não permite, e não falo apenas sobre a questão sexual.

O meu conselho a respeito disso é que possamos viver nosso namoro com toda sabedoria colocada pelo Senhor, aproveitando cada momento, orando, buscando, vivendo momentos felizes e tristes, afinal é no namoro que vamos olhar para o outro e descobrir se valerá a pena compartilhar o resto da vida ao lado dele ou dela.

“É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Se um cair, o amigo pode ajudar a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem ajude a levantar-se!” Eclesiastes 4:9-10

Trazendo o texto de Eclesiastes à realidade do namoro, podemos perceber que companhia é ter alguém que em todos os momentos, seja de alegria ou de dificuldades. A verdadeira companhia não se importa se você tem ou não tem dinheiro para lhe dar um presente, mas ela vai se sentir muito feliz se em todos os momentos vocês puderem estar juntos.

É muito preocupante o que temos vivido atualmente em nosso mundo, e mais triste ainda é perceber que a frieza de relacionamentos tenha chegado às nossas igrejas!

Estamos a todo custo querendo ganhar tudo o que pudermos para depois pensar em casamento. Para muitos, o casamento é comparado à uma linha final de toda uma vida de curtição e prazeres, ou seja, quando não mais tiver com o que se divertir, pense no casamento.

Discordo deste posicionamento, não apenas porque sinto muito vontade de casar, mas porque não é isso que devemos ensinar aos nossos jovens. Não é o que devemos fazer, quando falamos que o pensamento mundano tem entrado na igreja: estamos relacionando a tudo, inclusive a casamento, pois, como jovens, os conselhos que estamos escutando quando falamos em casamento, é iremos sofrer ao casar.

Sei que o casamento tem muitas dificuldades, embora não tenha vivido isso, mas devemos como jovens entender que casamento não é uma corda para o suicídio, mas sim o começo de uma família e início de uma nova vida!

Deus se agrada da família! Então, como vamos fortalecer a família se aconselhamos aos jovens que não casem? Precisamos aprender a planejar juntos para vivermos bons momentos, o namoro existe para isso, para que sejamos a companhia de todos os momentos, o pano a enxugar as lagrimas de quem chora, o sorriso compartilhado de quem precisa e o abraço na hora da dificuldade.

Cuide de quem cuida de você! Viva com quem está disposto a viver com você! Não espere ter tudo para casar, casem para lutar juntos e conseguir os sonhos de vocês! Não fiquem parados achando que o casamento é algo ruim. Viva o namoro de vocês com muita alegria, aproveite esse momento para perceber quem realmente está disposto a viver contigo na alegria e na tristeza. É nos momentos de maiores dificuldades que os verdadeiros amigos aparecem, e se a pessoa que está contigo está disposta a passar por todos os momentos ao seu lado, aproveite porque ela será a sua melhor amiga ou amigo!

13423985_1173856195967740_2092979750157220079_n

Que nossa vida seja exemplo, em todos os momentos e que não venhamos perder a essência de pensar no casamento, pois Deus se agrada disso.

O amor não faz tanto sentido quando se decide ser amado.  O mais fascinante do amor é amar, pois ser amado é consequência!

Que nossa vida seja feita de escolhas em que o amor seja prioridade, pois não existe nada mais bonito do que compartilhar momentos ao lado de alguém.

Que Deus nos abençoe e nos ajude a amar!

Feliz dia dos Namorados!

Hinckley Mendes

Hinckley Mendes

Um garoto cheio de dúvidas, tentando parar de correr atrás do vento, um insistente do erro, um pecador achado, o menino mimado que Deus ainda chama de filho.
Hinckley Mendes

Últimos posts por Hinckley Mendes (exibir todos)