A boca fala do que o coração está cheio

A boca fala do que o coração está cheio

     Olá. Você já ouviu dizer que “a boca fala do que o coração está cheio” (Mateus 12:34)? Com o quê você tem enchido seu coração? Há uma ligação direta e intrínseca entre o coração e a boca. Se temos um coração pecaminoso, o discurso que proferimos, em sua maioria, também o é.

[…] se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo. […] a língua é um pequeno membro, e gloria-se de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia.
A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade, a língua está posta entre os nossos membros, e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno.

[…] Mas nenhum homem pode domar a língua. É um mal que não se pode refrear; está cheia de peçonha mortal.
Com ela bendizemos a Deus e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus.
De uma mesma boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não convém que isto se faça assim. Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?

[…] pode também a figueira produzir azeitonas, ou a videira figos? Assim tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce.
Tiago 3:2-12

     Thiago compara então nossas conversas como faíscas dispersas que podem acender chamas mortais. Sendo assim, as vezes a coisa mais sábia a se fazer é ficar em silêncio.

Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato.           Provérbios 10:19

     O que Salomão quer dizer no Provérbio é que quando paramos e pensamos no que estamos proferindo em palavras, temos uma chance muito maior de falar de forma sábia e agradável aos olhos de Deus.

    O mal uso das palavras e a falta de autocontrole pode nos levar a ruína financeira, social, física e, principalmente, espiritual.

     A Bíblia nos mostra diversos exemplos de como o mal uso das palavras podem ter impactos negativos em nossa vida e na vida dos que estão ao nosso redor. Por sua língua, o insensato pode encontrar:

Morte

     Você já ouviu dizer que o peixe morre pela boca? O insensato também.

Quem guarda a sua boca guarda a sua vida, mas quem fala demais acaba se arruinando” (Provérbios 13:3);

     “A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto” (Provérbios 18:21).

Sofrimento

              “Quem é cuidadoso no que fala evita muito sofrimento” (Provérbios 21:23).

Destruição

     “Pela bênção dos justos a cidade é exaltada, mas pela boca dos ímpios é destruída” (Provérbios 11:11).

     Essa destruição pode ser também espiritual, pois o tolo gosta de usar sua língua para apontar erros, defeitos e pecados dos outros.

Inimizade

                                                  Enquanto o insensato explode nos conflitos, o sábio absolve a vergonha, restaura a postura e responde com mansidão.

                                                           “Aquele que cobre uma ofensa promove amor, mas quem a lança em rosto separa bons amigos” (Provérbios 17:9).

                                                        “O insensato revela de imediato o seu aborrecimento, mas o homem prudente ignora o insulto”(Provérbios 12:16);

      O livro de Provérbios ainda alerta que “o homem prudente não alardeia o seu conhecimento, mas o coração dos tolos derrama insensatez” (Provérbios 12:23).

     Também há um ditado popular muito inteligente, e que possui nítida base bíblica: “é melhor ficar calado e ser considerado tolo do que abrir a boca e não deixar dúvidas” (Cf. Provérbios 17.28).

     Se o mal uso das palavras pode causar destruição, o oposto também é verdadeiro, pois o bom uso das palavras produz vida, bondade, amor e alimenta nossa alma. Palavras boas são raras, belas e valiosas.

A resposta calma desvia a fúria […]. Provérbios 15:1

O falar amável é árvore de vida […]. Provérbios 15:4

O sábio de coração é considerado prudente; quem fala com equilíbrio promove a instrução. O entendimento é fonte de vida para aqueles que o têm […]. O coração do sábio ensina a sua boca, e os seus lábios promovem a instrução. As palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e trazem cura para os ossos. Provérbios 16:21-24

   Portanto, a maldade não está na língua. Ela pode ser usada para o bem ou para a mal, para derrubar ou para levantar, para ferir ou para curar… a função será determinada pelo caráter sábio ou insensato de quem está usando-a no momento, pois:

[…] As palavras dos justos dão sustento a muitos, mas os insensatos morrem por falta de juízo. Provérbios 10:20,21

A boca do justo produz sabedoria, mas a língua perversa será extirpada.
Os lábios do justo sabem o que é próprio, mas a boca dos ímpios só conhece a perversidade. Provérbios 10:31,32

Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura.
Provérbios 12:18

     Mas não para por aí, os provérbios também nos ensinam que, além de aprender a domar nossa língua quanto as palavras que dizemos, também é preciso saber o momento exato de se dizer alguma coisa.  As mais belas palavras perdem brilho e encantamento se ditas no momento errado.

Dar resposta apropriada é motivo de alegria; e como é bom um conselho na hora certa! Provérbios 15:23

A palavra proferida no tempo certo é como frutas de ouro incrustadas numa escultura de prata. Como brinco de ouro e enfeite de ouro fino é a repreensão dada com sabedoria a quem se dispõe a ouvir. Provérbios 25:11,12

    Por isso, tenhamos cuidado com o uso de nossa língua. Um coração reverente a Deus produz palavras que agradam a Deus. Um coração controlado pela Sabedoria que vem do alto, produz palavras controladas e fortalece em amor a todos que o rodeiam.

Como você tem usado seus lábios?

Suas palavras dizem muito sobre o que tem alimentado seu coração. Escolha o que ingerir e como resultado ou consequência, serás sábio ou insensato.

Escolha a Sabedoria.

Deus tem coisas grandiosas para você, coisas sublimes e maravilhosas que ainda não sabes. 

🙂

Davvy Lima

Davvy Lima

Prisioneiro de mim mesmo. Pecador treinando no erro. Agradecido pela graça na cruz, tentando viver a simplicidade da vida com Jesus.
Davvy Lima

Últimos posts por Davvy Lima (exibir todos)